5 Dicas Para Contratar Um Plano de Saúde Empresarial

O plano de saúde empresarial faz parte do pacote de benefícios disponibilizados pelas empresas — tornando os cargos mais atrativos e valorizando o trabalho do profissional. No entanto, sua contratação deve ser analisada com critério para se adequar a realidade da empresa.

Separamos 5 dicas que podem auxiliá-lo na hora da escolha do melhor plano de saúde empresarial para os seus funcionários. Confira!

1 – Conheça o perfil socioeconômico dos seus funcionários

O plano de saúde deve ser útil para o funcionário, e para que ele se adeque as necessidades dele procure fazer um levantamento e pesquisa interna para conhecer o que eles precisam. Levantar dados como faixa etária e região de moradia serão úteis para decidir qual plano se encaixa melhor no perfil dos funcionários e da empresa.

2 – Entenda quando há carência

Com o contrato fechado, muitos funcionários acreditam que podem utilizar o beneficio imediatamente. No entanto, há um período de carência para planos com menos de 30 beneficiários. Na hora de oferecer o plano ao seu funcionário, você deve alertá-lo quanto a essa questão — o período varia de acordo com cada serviço e deve ser consultado com a operadora do plano de saúde.

3 – Saiba como será calculado o reajuste de seu contrato – sinistralidade e break even

Os planos são reajustados uma vez ao ano, sendo calculado a partir da inflação dos itens médicos e do índice de sinistralidade. Esse cálculo é feito dividindo as despesas com beneficiários pelos valores pagos à operadora.

No momento do contrato, é realizada uma meta de sinistralidade, chamada “break even” — caso o índice real fique muito acima do que foi estabelecido o reajuste será calculado somando a inflação mais o que ficou excedido do “break even”. Além disso, o reajuste pode ser de acordo com a sinistralidade de cada cliente ou levar em consideração toda a carteira da operadora.

4 – Defina como você vai cuidar dos processos do benefício

O acompanhamento da implantação do plano de saúde empresarial pode ser feito diretamente com a seguradora ou por intermédio de uma corretora de seguros. Quando se escolhe a segunda opção, a responsabilidade de administrar o plano e representar os beneficiários é exclusivamente da corretora. Em alguns contratos a corretora também pode assumir os riscos da empresa, caso a mensalidade não seja paga, evitando que outros funcionários sejam prejudicados. Nesses casos, é negociado um percentual sobre as mensalidades pagas.

5 – Comunique o benefício aos funcionários

De nada adianta contratar um plano de saúde empresarial se não houver aceitação dos funcionários. Você deve comunicar a possibilidade da adesão de forma clara e transparente. Instrua o quanto é importante o bom uso do plano para evitar consultas ou exames desnecessários, o que pode aumentar a sinistralidade e encarecer o valor pago pelo plano no ano seguinte — algumas empresas utilizam o sistema de coparticipação, no qual o empregado arca com 10% a 20% do valor de cada consulta ou exame.

Esperamos que essas dicas possam auxiliá-lo na avaliação e escolha do plano de saúde empresarial mais adequado para o seu negócio.

Você tem outras dúvidas sobre plano de saúde para empresa? Acesse o site e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *